Embaixada de Portugal no Canadá

Ministério dos Negócios Estrangeiros

PM canadiano recorda papel de Mário Soares no regresso da democracia a Portugal

Otava, 08 jan (Lusa) - O primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, recordou hoje o papel de Mário Soares, no "regresso da democracia a Portugal".

"Por mais de 50 anos, (Mário) Soares serviu incansavelmente o povo Português. Ele será recordado enquanto ativista e líder político, desempenhou um papel central em fazer regressar a democracia a Portugal, e mais tarde como estadista, tornando-se líder na Europa e no panorama mundial", frisou Justin Trudeau, em comunicado.

O primeiro-ministro canadiano apresentou ainda condolências ao povo português, família Soares, em seu nome, da sua esposa Sophie, e em nome dos canadianos.

"O seu legado como um dos obreiros do Portugal moderno não será esquecido", acrescenta o chefe do governo liberal na mesma nota.

Mário Soares morreu no sábado, aos 92 anos, no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, onde estava internado há 26 dias, desde 13 de dezembro.

O Governo decretou três dias de luto nacional, a partir de segunda-feira.

Soares desempenhou os mais altos cargos no país e a sua vida confunde-se com a própria história da democracia portuguesa. Combateu a ditadura, foi fundador do PS e Presidente da República.

Nascido a 07 de dezembro de 1924, em Lisboa, Mário Alberto Nobre Lopes Soares foi fundador e primeiro líder do PS, e ministro dos Negócios Estrangeiros após a revolução do 25 de Abril de 1974.

Primeiro-ministro entre 1976 e 1978 e entre 1983 e 1985, foi Soares a pedir a adesão à então Comunidade Económica Europeia (CEE), em 1977, e a assinar o respetivo tratado, em 1985. Em 1986, ganhou as eleições presidenciais e foi Presidente da República durante dois mandatos, até 1996.

SEYM

Partilhar:
FacebookTwitterGoogle +E-mail